Improvisado

Depois de 44 edições da “Improvisado balada jazz”, o Trio Improvisado, formado por Marcelo Castilha, Pedro Ito e Meno Del Picchia, cria seu primeiro disco, intitulado “Interferências”.

Em 2007, o trio criou esse evento mensal que acontecia na Casa das Caldeiras, e que possibilitou um laboratório de experimentações musicais com mais de 40 artistas* convidados, num diálogo intenso também entre as artes plásticas, a fotografia, a dança e a performance.

Marcelo Castilha, além de tocar piano, explora ruídos através de instrumentos inusitados, produzidos artesanalmente, como o seu reactable construído com uma caixa plástica simples dessas compradas em papelarias. Pedro Ito soma seu pedal de loops à sua bateria acústica e instrumentos de percussão e Meno Del Picchia toca baixo acústico plugado em uma pedaleira e sintetizadores.

Após esse período, o trio decidiu produzir seu primeiro disco, buscando trazer à tona fragmentos das experimentações sonoras vividas, explorando as fronteiras entre ruído e música, improvisação e composição, atonalidade e tonalidade, formas abertas e formas fechadas.

O resultado é um disco com 7 composições novas do trio intercaladas por 4 “interferências”. O que o trio Improvisado propõe como interferências, são faixas criadas coletivamente a partir de improvisações livres feitas ao vivo em estúdio durante o processo de gravação. A ideia de interferência está relacionada a estar aberto ao mundo externo, às influências de outros artistas, de outras bandas, dos ruídos da cidade, da comunicação, das falhas (glitch).

O baixista Célio Barros participou de uma dessas faixas de criação coletiva, enquanto Meno Del Picchia fazia uma base eletrônica com um mini-sintetizador (“Interferencia no2”). Guilherme Kastrup contribuiu com percussões e efeitos em “O retorno”. O disco ainda conta com scratchs e efeitos de DJ Marco (pick-ups) e um solo virtuoso de Marcelo Coelho (sax soprano)

em “Translação Sofrida”. Foi gravado, mixado e masterizado por Célio Barros no estúdio da PMC – Produção de música contemporânea entre fevereiro e agosto de 2012, e prensado em 2013.

* Foram realizadas 44 edições, onde participaram convidados como: Kiko Dinucci, Marina de la Riva, Bruna Caram, Romulo Fróes, Antonio Loureiro, Verônica Ferriani, Juliana Kehl, Ricardo Herz, Dj Marco, Andreia Dias, Camilo Carrara, Marcelo Pretto, Ricardo Teté, Danilo Moraes, Dani Black, Tó Brandileoni, Jean-Luc Thomas (França), Chloé Cailleton (França), entre outros.

 

8 Responses to “Improvisado”

  1. Ju P. says:

    Berklee!!! Vocês aprenderam e fugiram ou ficaram por lá??? Foram pra lá aprender música brasileira??? O que é tocar livremente???

  2. dAdA RAdiO says:

    [...] sexta dada jazz da serralheria(19) recebemos o Improvisado Trio formado pelo pianista Marcelo Castilha, o baterista Pedro Ito e o baixista Fábio Sá. A [...]

  3. [...] sexta dada jazz da serralheria(19) recebemos o Improvisado Trio formado pelo pianista Marcelo Castilha, o baterista Pedro Ito e o baixista Fábio Sá. A [...]

  4. [...] sexta, 19, a Serralheria recebe o Improvisado Trio formado pelo pianista Marcelo Castilha, o baterista Pedro Ito e o baixista Fábio Sá. [...]

  5. [...] sexta dada jazz da serralheria tem show do Improvisado Trio, formado pelo pianista Marcelo Castilha, o baterista Pedro Ito e o baixista Marcelo Cabral. [...]

  6. [...] Trio Improvisado e Projeto B fazem show na quinta, dia 11,

  7. [...] [...]

  8. [...] ao vivo do Improvisado Trio no projeto REC-dada jazz na Serralheria em novembro de 2010. O improvisado apresentou-se com os [...]

Leave a Reply

Panorama Theme by Themocracy